10 julho 2017

10º Dia: Um livro com capa azul

Mayra: Boa noite gente❤ Tive um probleminha no pulso, estou fazendo alguns exames, então por enquanto meus posts vão ser curtinhos, mas logo logo estarei de volta ❤ Hoje teremos um livro com capa azul  😍 Logo pensei em O garoto do cachecol vermelho, um livro I-N-C-R-Í-V-E-L, da autora Ana Beatriz Brandão. O livro foi um dos mais lindos que já li, a estória do Dani-Dani e da Mel me conquistou desde o primeiro capítulo, eu se fosse você, não perdia mais tempo e ia correndo ler 😍


Sinopse:Melissa é uma garota linda, rica e mimada, que sempre consegue o que quer e tem todos na palma da mão. Ela acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando faz uma aposta com um garoto misterioso, que parece ter como objetivo virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho, pelo qual batalhou a vida inteira, ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho. Com esta história intensa e apaixonante, Ana Beatriz Brandão vai emocionar e surpreender o leitor, provando que é uma jovem autora que tem muito a dizer.








Vanessa: Oi pessoal, tudo bem?
O livro que devo indicar hoje deve ter a capa azul! E desde o primeiro dia eu soube qual seria a minha escolha.
Tenho certeza que a maioria vai concordar comigo sobre a capa ser linda, e a história fugir dos padrões do que estamos acostumados a ler.
É uma história apaixonante, com enredo bem feito e uma amostra de que a vida pode ser muito bem aproveitada independente da sua condição física.
Eu adorei Estrelas cadentes não dizem adeus! O autor J.A Marcos está de parabéns pela belíssima história e escrita envolvente.


Sinopse: Emily é uma jovem de 23 anos, professora de história, que mora com seus pais e seu irmão caçula, Jason. Tudo seria perfeito em sua vida se não houvesse um pequeno detalhe: ela é cega. Mesmo assim, tornou-se uma garota independente, que em meio as dificuldades conseguiu superar o fato de não enxergar e leva uma vida normal.
Porém, Emily ainda possui dificuldade em conseguir manter seus relacionamentos amorosos, devido aos preconceitos em relação a se envolver com homens que se diferenciem de seu estilo de vida. Mas o destino colocará Mathew no seu caminho, seu mais novo vizinho: jovem, bonito, com sede de viver.
Com 21 anos, Matt adora andar em sua moto, tem uma tatuagem que toma todo o seu braço, e acaba de se encantar pela beleza rara de Ems.
Ela é tudo que ele sempre quis, ele é o oposto de tudo que ela sempre imaginou querer.
Um romance divertido, com pitadas de humor e um pouco de drama. Uma grande lição de vida, mostrando em seu contexto as dificuldade de se viver em uma sociedade que não está preparada para abraçar as pessoas com deficiência.

“Estrelas cadentes não dizem adeus" traz uma história envolvente, narrada sobre o ponto de vista da própria protagonista, com um final surpreendente, capaz de fazer você se emocionar, torcer e chorar.
BOA LEITURA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário