28 março 2017


Resenha A chama dentro de nós - Brittainy C. Cherry

Logan Silverstone e Alyssa Walters não tem nada em comum. Ele, completamente perdido na vida, passa os dias contando as moedas para pagar o aluguel e tentando lidar com a rejeição dos pais. Ela, filha de uma advogada controladora com um músico, tem um futuro brilhante pela frente. Os dois vivem realidades totalmente distintas, mas, um dia, na fila do caixa de um supermercado, um simples gesto dá origem a uma bela e improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se fortalece e se transforma em algo até então desconhecido para os dois. Alyssa e Logan não conseguem resistir á atração que sempre sentiram um pelo outro, e assim eles finalmente descobrem amor. Para Logan, o futuro parece menos sombrio com Alyssa ao seu lado. Para Alyssa, ninguém nunca a amará como Logan. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Ou pelo menos é isso que eles pensam. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar a chama que há dentro deles?  
Logan é aquele personagem que está perdido no seu próprio mundo, como ele mesmo dizia “preso em sua rodinha de hamster”, ele queria, eu sentia que ele queria mudar de vida, se tornar um chefe e ter sua própria casa, ver sua mãe bem, e não machucada e drogada, mas sua rodinha não o deixava pular fora, ela continuava sempre girando com as contas para pagar, comida para comprar e uma mãe drogada para cuidar, como ele iria conseguir mudar assim? Deixar tudo para trás? Não, ele a amava demais. Os dois pontos fortes em sua vida eram Kellan, seu irmão e Alyssa, sua melhor amiga que se tornou o amor de sua vida, os quais foram como uma boia em que ele se agarrava para não afundar em toda aquela merda que era sua vida.
O romance desses dois começou como uma amizade em uma fila no supermercado onde Alyssa trabalhava. Quando foi passar o cartão para pagar as compras Logan não sabia que sua mãe tinha gastado todo seu dinheiro com Coca-Cola “zero”, Alyssa, vendo que aquelas compras seria muito necessária em sua vida, decide então pagar por elas, e foi esse gesto de bondade que os transformou em melhores amigos. Dois anos se passaram, eles ficaram mais próximos e sua relação mais intensa, o desejo que um sentia pelo outro não conseguia mais ficar trancado em seus corações, e em uma noite muito especial para Alyssa, (seu concerto de piano), eles se entregaram as chamas que emanava de seus corpos.
“Beijei minha melhor amiga, e ela me beijou. Alyssa me beijou como se realmente quisesse aquilo,eu a beijei como se ela fosse tudo o que eu tinha no mundo. E ela era. Ela era o meu mundo”
Viver esse amor seria fácil se não fossem suas vidas complicadas, para Logan um baseado, uma torta e um documentário o ajudavam a se desligar da vida quando tudo parecia ainda pior, as visitas frequentes de seu pai o torturavam, pois ver sua mãe apanhar era doloroso demais, quando tentava protege-la, sobrava para ele a rejeição e ambos com um olho roxo. Sua mãe sofria não só fisicamente, mas também psicologicamente, uma coisa muito legal de questionar no livro, pois é uma coisa que acontece no dia a dia de muitas mulheres que são manipuladas, controladas e reprimidas pelo parceiro que ao mesmo tempo diz ama-la, o falso amor é como uma prisão que muitas sofrem hoje em dia, o que é o caso da mãe de Logan, ao mesmo tempo em que a batia também dizia que amava e cuidava dela, controlada pelo amor e as drogas, ela realmente acreditava que tudo o que ele fazia era por amor.
Alyssa também sofria, com uma mãe focada no trabalho e que só a criticava, e um pai ausente, o qual ela admirava muito. Apaixonada por musica tocava seu piano e sonhava com uma vida onde pudesse tocar o coração do próximo com seu talento.
Depois do primeiro beijo os dois não se desgrudavam mais, com tudo a vida deu uma rasteira nos dois, quando tudo parecia perfeito algo muito trágico para eles acontece, algo que pode separa-los para sempre.
“Ele desapareceu naquela noite. Desapareceu da minha vida em um piscar de olhos. Não recebi mais ligações tarde da noite. Não ouvi sua voz suave. Toda noite eu me perguntava onde ele estava, se estava em segurança. Sempre que ia ao seu apartamento, ele não estava lá. Sempre eu telefonava para ele, caia direto na caixa postal.”
Depois de muito sofrimento, Logan decide ir para uma clinica de reabilitação, deixando assim sua antiga vida para trás. Mas depois de cinco anos seu irmão o convida para seu casamento com a irmã da Alyssa, e então ele volta a viver seus velhos demônios, as feridas que deixou para trás se abrem novamente, só que agora, algo ainda pior promete abalar sua vida. Seu reencontro com Alyssa mexe com os dois e velhos sentimentos vem á tona de dentro deles.
“ –Estou tão triste hoje. Estou triste sempre. Alyssa, eu não retornei suas ligações... Eu nunca quis te magoar.
- Não importa. Foi há muito tempo. Erámos tão jovens.
- Eu não sou mais aquele garoto, Alyssa. Juro que não sou.
- Eu sei, e eu não sou mais aquela garota.
Mas uma parte da minha alma se lembrava do nosso passado.
Uma parte da minha alma ainda sentia o fogo que Logan e eu sentimos muitos anos antes. E, ás vezes, no silêncio do entardecer, eu jurava que ainda sentia seu calor. ”
Mas Logan está decidido a não deixa-la entrar em sua vida novamente e assim evitar magoa-la novamente, mas será que ele conseguirá ir embora novamente e deixa-la?
“ – Eu poderia ter uma vida decente com outra pessoa. Poderia ter um quintal com cerquinha branca. Um trabalho normal, filhos normais, um marido normal. Eu poderia ter uma vida confortável com alguém de quem eu gostasse, mas nunca o amaria plenamente. E não é isso que eu quero, Logan. Quero você. Quero suas cicatrizes. As feridas do passado. Eu quero. Eu quero seu caos. Tudo isso já faz parte do meu coração. Você é tudo o que eu sempre quis, tudo de que eu preciso."
Lançado pela Editora Record, o livro é como uma montanha russa, cheio de altos e baixos, um problema atrás do outro, com muita lição de vida e superação, mostra como um amor verdadeiro pode nascer das cinzas, como uma vida de merda pode tornar-se melhor se você não desistir dela, e como a família sempre se mantém unida. Quem já conhece a Brittainy sabe que seus livros tocam a pessoa de verdade, e esse não deixa isso de lado, pelo contrário, eu li O ar que ele respira que é o primeiro livro dessa série, e me emocionei muito, mas esse aqui é fichinha, comparado a ele, tudo é mais intenso, problemático, cheio de tramas e superação. Amei tudo, chorei, ri, fiquei com o coraçãozinho apertado, mas no final me derreti de amores por eles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário